Bronquiolite: saiba quais são os sintomas

por Equipe Sulmed, 2018-03-06

Basta iniciar as estações com temperaturas mais baixas para que uma doença apareça com maior frequência. A bronquiolite atinge, principalmente, principalmente os bebês menores de dois anos e é caracterizada pela inflamação dos bronquíolos (parte final dos brônquios).

Como as crianças, especialmente nos primeiros anos de vida, ainda contam com o sistema imunológico imaturo, ficam mais suscetíveis ao vírus sincicial respiratório (VSR), o principal causador da doença. Além dele, o adenovírus, o parainfluenza, o vírus influenza, o rinovírus, o bocavírus e o metapneumovírus também são transmissores.

A transmissão da doença se dá secreções respiratórias e por contato, ou seja, crianças que passam o dia em locais fechados com outras pessoas, como creches, estão mais propensas à infecção. Por isso, é importante estar atento à higiene e circulação de ar nos ambientes, mesmo em dias mais frios.

Os sintomas iniciais são facilmente confundidos com um resfriado: tosse, obstrução nasal, coriza e às vezes chiado no peito e duram de 3 a 15 dias. A dificuldade para respirar, sintoma associado à doença, é sinal de preocupação e a criança deve ser levada ao médico imediatamente.

O tratamento nos casos leves é sintomático, de forma a diminuir o desconforto. Já em casos mais graves é necessário internação e acompanhamento médico devido a baixa oxigenação no sangue, o que a leva a precisar de tratamento com oxigênio.

As crianças que integram os grupos de risco, tais como prematuros extremos, cardiopatas e pneumopatas (que têm doença pulmonar), têm mais chances de serem hospitalizadas e evoluir para a forma grave. Portanto, deve-se manter o acompanhamento com o pediatra e buscar auxílio médico.

Fonte: Blog da Saúde/ Fiocruz

0 comentários para o post "Bronquiolite: saiba quais são os sintomas"

Comente