Dezembro Vermelho alerta sobre prevenção à Aids e outras DSTs

por Equipe Sulmed, 2017-12-27

O ano de 2017 marca o início do mês temático de campanha de prevenção de Aids, HIV e outras infecções sexualmente transmissíveis (IST). Dezembro Vermelho abre, em sua primeira edição, espaço para debater o controle, assistência, proteção e promoção dos direitos humanos das pessoas vivendo com HIV.

O mês de dezembro foi escolhido pelo Ministério da Saúde devido ao Dia Mundial contra a AIDS, celebrado no mundo inteiro em 1º de Dezembro. A campanha surge em meio a um aumento nos números de casos de Aids e HIV, sendo que o uso de camisinha é apontado como fator de preocupação, já que uma pesquisa do Ministério da Saúde indica que de cada 10 jovens entre 15 e 25 anos, seis não usaram preservativo durante o sexo no ano passado.Os casos de sífilis, uma doença sexualmente transmissível, também expressam aumento e preocupam as autoridades.

Apesar disso, o Brasil tem hoje uma das maiores coberturas de tratamento antirretroviral (TARV) entre os países de baixa e média renda, com mais da metade (64%) das pessoas vivendo com HIV recebendo TARV, segundo os dados do Boletim Epidemiológico 2016 do Ministério da Saúde. 

Segundo informações da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para haver transmissão da Aids e HIV o líquido contaminado de uma pessoa tem que penetrar no organismo de outra. Isto se dá através de relação sexual, ao se compartilhar seringas, em acidentes com agulhas e objetos cortantes infectados, na transfusão de sangue contaminado, na transmissão vertical da mãe infectada para o feto durante a gestação ou o trabalho de parto e durante a amamentação.

Por isso, é importante manter os exames em dia e as consultas com médico qualificado também, assim é possível prevenir e controlar o surgimento de possíveis doenças. Além disso, o uso de camisinha é imprescindível.

Fonte: Ministério da Saúde e Fiocruz

0 comentários para o post "Dezembro Vermelho alerta sobre prevenção à Aids e outras DSTs"

Comente