Endometriose: saiba como a doença se manifesta

por Equipe Sulmed, 2018-10-11

Segundo dados do Ministério da Saúde, uma a cada sete brasileiras tem endometriose, uma doença inflamatória que ataca o tecido do útero, os ovários, a bexiga e até o intestino. O diagnóstico não é fácil e é mais comum em mulheres que estão no período reprodutivo. Os sintomas podem surgir logo após as primeiras menstruações.

Cólica menstrual forte, dores durante a relação sexual, entre as menstruações, ao defecar e ao urinar, sangramento na urina ou nas fezes e infertilidade são alguns dos sintomas, que em geral aparecem já na adolescência. A intensidade da dor não está relacionada à extensão do problema. Algumas mulheres com doença muito extensa não têm dor alguma, enquanto outras com pequenos focos sentem dor a ponto de necessitarem ir a uma emergência.

O diagnóstico não é tão simples, mas, na maioria das vezes, o diagnóstico clínico-ginecológico é suficiente e permite iniciar o tratamento, mantendo o acompanhamento da mulher a fim de avaliar a resposta terapêutica. A escolha do tratamento deve levar em consideração a gravidade dos sintomas, a extensão e localização da doença, o desejo de gravidez, a idade da paciente, efeitos adversos dos medicamentos e complicações cirúrgicas.

Um dos riscos da endometriose é a infertilidade. A instalação da doença nos ovários pode provocar o aparecimento de um cisto denominado endometrioma. Este cisto pode atingir grandes proporções e comprometer o futuro reprodutivo da mulher. O diagnóstico e tratamento precoce são importantes para prevenir a infertilidade. Por isso, é importante manter as consultas e exames ginecológicos em dia, para diagnosticar e tratar de forma correta a doença.

Fonte: Blog da Saúde/ Portal do Ministério da Saúde

0 comentários para o post "Endometriose: saiba como a doença se manifesta"

Comente