Fones de ouvido: uso contínuo pode prejudicar audição

por Equipe Sulmed, 2016-03-11

Nas ruas, meios de transporte e até mesmo em casa, o uso de fone de ouvido aumenta a cada dia. Mas o que pode ser um auxílio para ouvir suas músicas preferidas também é capaz de prejudicar sua audição, com risco de perda auditiva severa.

O problema é que a música, ou qualquer outro ruído, em volume alto mata as células receptoras do som e impede a pessoa de ouvir, o que pode acarretar em danos permanentes e até mesmo surdez. Quando os fones são utilizados em local de muito barulho, a situação pode de agravar, já que a tendência é aumentar ainda mais o volume dos aparelhos.

As perdas auditivas provocadas por ruídos excessivos podem ser imediatas, assim como também podem ser cumulativas e progressivas. O ideal para quem usa ou já usou muito fone de ouvido com volumes exagerados é procurar um médico e fazer um teste auditivo conhecido como audiometria.

Outros cuidados como preferir fones que fiquem dispostos de maneira externa ajudam a evitar danos, já que quanto mais longe à fonte de som estiver menores são as chances de danos. Além disso, procure usar o volume em uma medida adequada, que ainda possibilite que ouça sons externos.

Dê uma pausa para seus ouvidos com um tempo de repouso de, no mínimo, dez minutos a cada hora de música ou do uso dos fones. Essa simples medida pode contribuir para manter a saúde auditiva.

Uma dica importante é não esperar o surgimento de algum problema grave para procurar um médico. Sinais como zumbido ou sensação de ouvido tampado já podem ser sinais de perda auditiva; nesses casos, procure um especialista. Fique atento aos sinais, consulte o otorrinolaringologista uma vez ao ano e faça audiometria se necessário.

0 comentários para o post "Fones de ouvido: uso contínuo pode prejudicar audição"

Comente