Outubro Rosa reafirma a importância do diagnóstico e prevenção do câncer de mama

por Equipe Sulmed, 2018-10-19

Todos os anos o mês de outubro leva instituições a vestirem a cor rosa. O objetivo da campanha é compartilhar informações sobre o câncer de mama e, mais recentemente, câncer do colo do útero, promovendo a conscientização sobre as doenças, proporcionando maior acesso aos serviços de diagnóstico e contribuindo para a redução da mortalidade.

O câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação de células anormais da mama, que formam um tumor. Segundo tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, alguns tipos têm desenvolvimento rápido enquanto outros são mais lentos. No geral, o diagnóstico leva em conta alguns critérios: se o tumor é ou não invasivo, seu tipo tipo histológico, avaliação imunoistoquímica e seu estadio (extensão).

As mulheres entre 40 e 69 anos são as mais atingidas. Isso porque a exposição ao hormônio estrógeno está no auge com a chegada dessa idade. A partir dos 50 anos, particularmente, os riscos entram em uma curva ascendente. Os sintomas do câncer de mama variam conforme o tamanho e estágio do tumor. A maioria dos tumores da mama, quando iniciais, não apresenta sintomas.

Caso o tumor já esteja perceptível ao toque do dedo, é sinal de que ele tem cerca de 1 cm³ - o que já é uma lesão muito grande. Por isso é importante fazer os exames preventivos (como a mamografia) na idade adequada, antes do aparecimento deste e de qualquer outro sintoma do câncer de mama.

A prevenção do câncer de mama pode ser dividida em primária e secundária: a primeira envolve a adoção de hábitos saudáveis, e a segunda diz respeito a realização de exames de rastreamento, a fim de fazer o diagnóstico precoce. Portanto, consultas médicas regulares representam também uma forma de cuidar de si e realizar o diagnóstico precoce, além de orientar sobre o autoexame, forma importante de detecção.

Fonte: Blog da Saúde/ INCA

0 comentários para o post "Outubro Rosa reafirma a importância do diagnóstico e prevenção do câncer de mama"

Comente