Saiba como se prevenir contra a gripe H1N1

por Equipe Sulmed, 2016-05-17

Com a aproximação das estações mais frias do ano, também surgem as doenças mais comuns do frio. Resfriados e gripes são mais frequentes nesta época, mas você deve ficar atento aos sintomas e evitar lugares fechados, para prevenir vírus mais resistentes e perigosos, como o vírus H1N1, que surgiu no mundo em 2009, conforme dados do Ministério da Saúde.

Causas

O vírus H1N1 resulta de uma mutação de um vírus comum da gripe e tem sua transmissão de forma semelhante, ou seja, por meio de secreções respiratórias, como gotículas de saliva, tosse ou espirro, principalmente. Após ser infectada pelo vírus, uma pessoa pode demorar de um a quatro dias para começar a apresentar os sintomas da doença. Da mesma forma, pode demorar de um a sete dias para ser capaz de transmiti-lo a outras pessoas.

Risco

Alguns fatores podem agravar os sintomas e trazer problemas graves. Entre eles estão os grupos de risco, ou pessoas que podem ser mais facilmente atingidas pela doença. Se incluem neste grupo idosos, gestantes, doentes crônicos, crianças pequenas, pessoas com obesidade e com outros problemas respiratórios também estão entre os grupos mais vulneráveis para gripe H1N1.

Sintomas

Os principais sintomas incluem: febre alta,tosse,dor de cabeça, dores musculares, falta de ar, espirros,dor na garganta, fraqueza, coriza, congestão nasal, náuseas e vômitos ediarreia. O diagnóstico da gripe H1N1 é feito principalmente através de um exame clínico a partir dos sintomas apresentados. Mas também é possível identificar a presença da através da análise das secreções do nariz e da garganta do paciente para confirmar a presença do vírus, que deve ser feita nas primeiras 24 a 72 horas a partir do início dos sintomas.

A principal complicação decorrente de gripe H1N1 consiste em crises de insuficiência respiratória, que podem levar o paciente a óbito se não forem tratadas imediatamente e em caráter de urgência.

Tratamento

O tratamento dos sintomas sem complicações deve ser realizado com medicação sintomática, hidratação, antitérmico, alimentação leve e repouso. Nos casos com complicações graves, são necessárias medidas intensivas. Uma das principais complicações da H1N1 são as infecções bacterianas secundárias, principalmente as pneumonias. Em caso de complicações, o tratamento deve ser específico. O Ministério da Saúde alerta que é fundamental procurar atendimento nas unidades de saúde, para que haja identificação precoce de risco para agravamento da doença.

Prevenção

A prevenção da H1N1 é semelhante a uma gripe comum. Evite aglomerações e locais fechados, lave sempre as mãos com água e sabão e evite levar as mãos ao rosto e, principalmente, a boca. Ter um frasco de álcool em gel sempre junto com você também pode ajudar. Mantenha hábitos saudáveis e cuide de sua alimentação. Mesmo nos dias mais frios lembre-se de hidratar-se. Verifique com um médico se há necessidade de tomar a vacina que já está disponível contra a gripe H1N1.

0 comentários para o post "Saiba como se prevenir contra a gripe H1N1"

Comente